Rio Guadiana

A viagem começou com a ida de comboio entre Lisboa e Évora. A estrada de Évora para Reguengos é um martírio, com muito trânsito com berma muitas vezes suprimida. De Reguengos a Reguengos de Monraraz faz-se bem e, a partir daí até ao Algarve é pacífico, sem muito trânsico e Ler mais…

Beja – Évora

Esta 7ª etapa foi realizada no fim de semana de junho mais quente do ano (17 de junho de 2017), se tivesse alguma obrigação para o fazer ainda entenderia o sacrifício vivido, assim resta a introspecção sobre o significado deste teste aos limites do corpo. Quando o ambiente à volta Ler mais…

Faro – Beja

Partir de Faro pela N2 Esta etapa teve um gosto especial por se realizar pela estrada N2, a maior estrada portuguesa, com 738,5 km, que liga Faro a Chaves. Nos muitos blogues sobre a viagem de carro, de mota e de bicicleta pela N2 é carinhosamente tratada como a Route 66 cá do burgo. Uma estrada como Ler mais…

Odemira – Portimão

HISTÓRIAS DE VIAGEM De bicicleta: geografias que se aproximam Partimos de manhã, pela fresca, de Odemira. Cada nova etapa vai gerando em cada um de nós a sua própria história. Quando temos no grupo diferentes bicicletas – umas pedelec e outras não – o corpo é central nos comentários que se tecem Ler mais…

Sines – Odemira

FALTAM CICLOVIAS S.U.F. PERCURSO VARIADO DE SERRA E MAR De Sines a Odemira não temos ciclovias S.U.F. (Seguras, Úteis e Fáceis de seguir) mas, em compensação, temos uma paisagem deslumbrante e variada para admirar, ora à beira mar, até Porto Côvo, ora serra adentro até Odemira. A diversidade de paisagem é pautada por coloridos diferentes Ler mais…

Setúbal – Sines

Cicloturismo, um valor por descobrir PORTUGAL JÁ É UM PAÍS DE CICLOTURISMO Realizou-se no dia 6 de maio a segunda etapa do projeto Dar a Volta entre Setúbal e Sines. Chegar ou partir de Setúbal de transporte público. Sines teve comboio entre 1936 e 1990, um ramal com muitas deficiências Ler mais…